× SOBRE O 8º FÓRUM O ESPAÇO SP Sistema de Gerenciamento PROGRAMAÇÃO ESPAÇO SP NOTÍCIAS CONTATO

INFORMAÇÕES
(21) 97138-9021

Um legado para futuras gerações

quinta, 26 de abril de 2018

Um legado para futuras gerações

Rui Brasil Assis (*) 

O 8º. Fórum Mundial da Água, realizado em março no Brasil, mostrou nosso amadurecimento na gestão de recursos hídricos por meio de políticas públicas que estão transformando a realidade brasileira. Durante o evento, recebemos no Espaço São Paulo, estande do Sistema Integrado de gerenciamento de Recursos Hídricos do Estado de São Paulo (SIGRH), diversas autoridades, especialistas e profissionais da área. Pudemos trocar experiências, conhecer novos projetos, fazer novas amizades e aprender um pouco mais. 

Os recursos hídricos estão cada vez mais na discussão do cotidiano das pessoas. A sociedade sabe da importância do abastecimento de água tratada e do tratamento de esgoto para o desenvolvimento da qualidade de vida de uma comunidade. Para se ter uma ideia dos impactos dos investimentos em saneamento, vale lembrar que um levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostra que para cada dólar investido em saneamento, economizamos 4,3 dólares em gastos públicos com a saúde. 

Hoje, os prefeitos já enxergam a pauta sobre saneamento como uma das prioridades. A situação era bem diferente 30 anos atrás, mas o amadurecimento da sociedade brasileira fez nascer a vontade política para mudar a realidade. O eleitor está mais exigente com relação ao acesso a esses serviços, o que obriga o Poder Público a um novo posicionamento. Se no passado as obras de saneamento não rendiam votos por estarem distantes do olhar do eleitor, esse panorama vem mudando nas últimas décadas.  

No Estado de São Paulo, criamos ao longo dos anos 21 Comitês de Bacias Hidrográficas, que estão funcionando initerruptamente. Contamos ainda com um Conselho Estadual com boa atuação e uma massa crítica mais amadurecida e que tem contribuído para alavancar diversos projetos essenciais para a gestão dos nossos recursos hídricos. Tudo isso tem contribuído para que possamos cumprir nossa responsabilidade, produzindo resultados que impactem significativamente no cotidiano de nossas cidades. As diferenças de opiniões das dezenas de representantes desses colegiados têm ajudado no processo de aprendizado constante e essa diversidade tem alavancado os projetos na área de recursos hídricos. 

Por isso, o papel da sociedade tem sido fundamental no sentido de transformar a pauta dos recursos hídricos em assunto fundamental na agenda do País. O 8º. Fórum Mundial da Água ajudou a fortalecer o nosso compromisso de prioridade para a água. Precisamos continuar dando passos decisivos para a preservação desse bem ao mesmo tempo finito e imprescindível para a vida e para natureza. Este será um legado para as futuras gerações. 

(*) Rui Brasil Assis, coordenador de Recursos Hídricos do Estado de São Paulo

PATROCÍNIO

COORDENAÇÃO



REALIZAÇÃO